Última hora
This content is not available in your region

A discrição certeira de Olaf Scholz

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
A discrição certeira de Olaf Scholz
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Não é homem dos grandes palcos nem se coloca na ribalta. O candidato do SPD a Chanceler, Olaf Scholz, é dificilmente considerado como carismático. A nível internacional, o ministro das finanças marcou pontos no G20, com as suas propostas para um imposto mínimo global. Na Alemanha, tentou usar palavras incisivas. E sobre o programa de estímulo à economia devido à pandemia, Scholz empregou o termo "bazuca".

Nas campanhas eleitorais ataca de forma certeira os seus opositores políticos."Não acredite naqueles que lhe dizem que depois da pandemia tudo voltará a ser normal e como antes. Eles estão errados. Mas também não acreditem naqueles que pensam que podem inventar um mundo inteiramente novo numa terra inexplorada. Também estão errados", disse Scholz.

Scholz de 63 anos (nasceu em Osnabrück, mas) cresceu em Hamburgo. Estudou Direito e foi Presidente da Câmara da cidade de 2011 a 2018. No seu partido social-democrata, Olaf Scholz (que pertence à ala conservadora) nem sempre foi fácil. Em 2019, perdeu o voto interno em duo com Klara Geywitz na luta pela presidência do partido. Saskia Esken e , que representam posições mais de esquerda, foram eleitos. Sublinha sempre que quer aumentar o salário mínimo na Alemanha dos atuais 9,50 euros para 12 euros por hora.

Scholz foi alvo de críticas devido ao escândalo em torno da fraude de mil milhões de euros devido à insolvência do prestador de serviços de pagamentos Wirecard. A Autoridade Federal de Supervisão Financeira (BaFin), que reporta ao ministério de Scholz, não tinha reparado nos 1,9 mil milhões de euros em falta em 2020.

Numa entrevista à Euronews, no final de 2019, Scholz já falava sobre como seria difícil a grande coligação com a CDU conservadora.

Estamos numa coligação com o partido conservador porque não foi possível formar outro governo após as últimas eleições. Todos sabem que esta não é uma coligação fácil e todos sabem também que após as próximas eleições não será obviamente uma continuação do governo actual.
Olaf Scholz
Candidato do SPD

Mas no gabinete de Angela Merkel, Scholz ganhou certamente notoriedade. É um candidato direto em Potsdam (perto de Berlim) no mesmo círculo eleitoral que Annalena Baerbock. A mulher, Britta Ernst, é Ministra da Educação em Brandenburg - e, segundo Scholz, quer continuar a sê-lo mesmo se ele se tornar Chanceler.