EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Partido de Putin vence legislativas na Rússia

Partido de Putin vence legislativas na Rússia
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Ricardo FigueiraGalina Polonskaya
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Partido "Rússia Unida" perdeu votos relativamente às últimas eleições, enquanto os comunistas aparecem destacados no segundo lugar.

PUBLICIDADE

Os primeiros resultados das eleições legislativas na Rússia, com ainda apenas uma parte dos votos contados, não deixam margem para dúvidas e confirmam a vitória mais que esperada do partido Rússia Unida, de Vladimir Putin.

O presidente da Câmara de Moscovo, Serguei Sobyanin, membro do Rússia Unida, diz que "estas eleições são muito importantes e vão determinar o destino da cidade e do país, a estratégia de desenvolvimento, a soberania, a economia e a proteção social dos cidadãos".

No entanto, os votos no Rússia Unida estiveram a descer, ao passo que o Partido Comunista cresceu e consolidou um segundo lugar destacado.

Serguei Markov, analista político próximo do Kremlin, diz: "O mais importante nestas eleições é que o Parlamento se mantém o mesmo. O partido que apoia Vladimir Putin e que é apoiado por ele mantém a maioria. O que significa que vai aprovar todas as decisões do presidente e do governo".

Alexandre Kynev, analista próximo da oposição, diz que há um fator geográfico importante: "Este resultado deve-se à contribuição de regiões anómalas, que representam menos de um terço dos eleitores. Mas a participação nessas regiões foi sempre muito elevada, enquanto nas grandes cidades e zonas de protesto é baixa. Há cinco anos, deram apoio ao Rússia Unida, com uma participação de mais de 50%.

Como tem sido habitual em eleições russas, surgiram acusações de fraude. Vídeos mostram, alegadamente, votos forçados e introdução de boletins falsos nas urnas. A própria comissão eleitoral admitiu algumas irregularidades e diz que os incidentes vão ser investigados, mas diz também que estas situações foram esporádicas e sem influência no resultado final.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin é "a maior ameaça à segurança europeia"

Merkel pede a Libertação de Navalny

Putin vai visitar a Coreia do Norte esta semana