Última hora
This content is not available in your region

Atentado a tiro contra o conselheiro do presidente ucraniano

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Atentado a tiro contra o conselheiro do presidente ucraniano
Direitos de autor  UKRAINIAN PRESIDENTIAL PRESS SERVICE/AFP
Tamanho do texto Aa Aa

O conselheiro principal do presidente da Ucrânia foi alvo de uma tentativa de assassinato a tiro.

Serhiy Shefir saiu ileso, mas o seu motorista foi atingido. O ataque ocorreu fora da capital, próximo da pequena aldeia de Lesniki.

De Nova Iorque, onde se encontra a participar na Assembleia Geral das Nações Unidas, o presidente Volodymyr Zelensky não tardou a reagir. Zelensky registou esta mensagem durante a madrugada, garantindo que prosseguirá a luta contra a criminalidade:

"Isto não influencia a força da nossa equipa, nem o curso que escolhi com a minha equipa, para as mudanças, para o desenraizamento da nossa economia, dos grandes e influentes grupos financeiros, para a luta contra a criminalidade. Isto não a influencia de forma alguma. Muito pelo contrário".

O secretário do presidente russo para a imprensa, Dimitri Peskov também reagiu:

"Infelizmente, não importa o que aconteça hoje em dia na Ucrânia, nenhum dos atuais políticos [ucranianos] consegue excluir o rasto russo. É claro que isto não tem nada a ver com a realidade. Estes são antes sinais de um estado emocional excessivamente exaltado".

A intervenção militar russa no leste da Ucrânia continua alimentar tensões profundas no país e entre Kiev e Moscovo. Zelensky prometeu falar dela em Nova Iorque e recolher apoios diplomáticos.