Última hora
This content is not available in your region

Grande Prémio de Zagreb: nova era, novas caras mas experiência prevalece

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Grande Prémio de Zagreb: nova era, novas caras mas experiência prevalece
Direitos de autor  IJF/Euronews (Videostandbild)
Tamanho do texto Aa Aa

Chegou ao fim na Arena Zagreb mais uma edição do Grande Prémio de Judo da capital da Croácia.

O judoca azeri Mammadali Mehdiyev esteve na sua melhor forma e revelou-se o nosso homem do dia. Na final dos -90kg contra o jovem georgiano Luka Maisuradze, demonstrou experiência, triunfando com um forte golpe Kosoto que lhe valeu o ippon e uma medalha de ouro para o Azerbaijão.

O espírito desportivo dos dois atletas ficou óbvio no abraço amigo ao final do combate.

O embaixador da República do Azerbaijão na Croácia, Fakhraddin Gurbanov, apresentou as medalhas da categoria.

Perguntámos ao campeão qual a receita para o sucesso da equipa do Azerbaijão.

Para ser franco, hoje foi um dia difícial para mim. Ontem, o judoca Hidayat Heydarov ganhou uma medalha de ouro, por isso queria muito a medalha de ouro e erguer também a nossa bandeira. A pressão foi grande mas estou feliz por atingir o resultado.
Mammadali Mehdiyev

Karen Stevenson sagrou-se a nossa mulher do dia. A judoca holandesa entrou sorridente no combate da final dos -78kg frente à revelação da Eslovénia Patricija Brolih e triunfou com uma técnica de imobilização, conquistando a sua primeira medalha de ouro num Grande Prémio.

O director técnico da Federação Internacional de Judo, Branislav Crnogorac, condecorou as judocas.

Perguntámos à campeã qual o segredo da sua descontração antes de entrar em prova.

Bem, no ano passado compreendi que pratico esta modalidade porque gosto e porque é divertido. Por isso, tento saborear a experiência, o que me dá confiança. Sinto-me pronta para competir em Paris.
Karen Stevenson

A potência russa Arman Adamian esteve igual a si mesmo nos -100kg, exibindo um estilo dinâmico de judo, com destaque para os Ura Nage épicos a que já nos acostumou.

O judoca avançou sem problemas até à final, onde venceu de forma enfática o alemão Dario Kurbjeweit Garcia, por ippon. Arman Adamian, um nome a não esquecer.

O judoca foi premiado pelo Secretário Geral do Comité Olímpico da Croácia, Siniša Krajač.

Em +78kg, a França somou mais uma medalha em Zagreb, pelas mãos da judoca Julia Tolofua.

A directora de Educação da Federação Internacional de Judo, Sandra Corak, apresentou as medalhas.

Nos +100kg, o holandês Jur Spijkers exibiu um judo explosivo a caminho daquela que foi a sua primeira final num Grande Prémio. O judoca reivindicou a medalha de ouro com um Ouchi gari excepcional, que lhe valeu ippon.

O Director de Arbitragem da Federação Internacional de Judo, Ki-Young Jeon, premiou os judocas.

Marko Kumric conquistou mais uma medalha para a Croácia, a de bronze em -100kg, levando o público da casa ao júbilo. No combate frente ao adversário romeno Asley Gonzalez, o judoca demonstrou um judo veloz e eficaz, tanto na luta em pé como no tapete.

Um final feliz para o Grande Prémio de Zagreb de 2021.