Última hora
This content is not available in your region

Futuro da Alemanha nas mãos de ambientalistas e liberais

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Futuro da Alemanha nas mãos de ambientalistas e liberais
Direitos de autor  Tobias Schwarz/AFP und AP Photo/Matthias Schrader
Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha está em suspenso.

Começaram as conversações entre os vários partidos para se encontrar uma coligação governamental.

O Partido Democrático Liberal (FDP) e "Os Verdes" sabem que são a principal opção e que serão alvos das propostas tanto dos Sociais-Democratas (SPD), de Olaf Scholz, como dos Democratas Cristãos (CDU/CSU), de Armin Laschet.

Tendo isso em mente, a líder dos ambientalistas, Annalena Baerbock, e o líder dos liberais, Christian Lindner, escreveram que estão a explorar terreno comum...

O secretário-geral do FDP, Volker Wissing, anuncia que "Os Verdes e os Liberais vão encontrar-se na próxima sexta-feira. As primeiras questões substantivas deverão ser discutidas com maior profundidade. Os partidos da União (CDU/CSU) convidaram os Liberais para uma conversa. Os Liberais aceitaram esse convite hoje. A nossa ideia é a de realizar as conversações no próximo sábado. (...) Como já anunciado publicamente, os sociais-democratas também convidaram para conversações. Naturalmente, também aceitamos esse convite. Concordámos em reunir-nos no próximo domingo para uma troca bilateral".

Os Verdes realizam uma pequena conferência partidária no sábado para acordar novas medidas para a formação de um Governo.

A líder dos ambientalistas não fecha portas. Annalena Baerbock garantiu que irão falar com todos os partidos.

No domingo, os líderes d'"Os Verdes" vão reunir-se com os líderes do Partido Social-Democrata, mas para que a chamada coligação semáforo: vermelho-amarelo-verde funcione, é necessário que ambientalistas e liberais se entendam.

"O facto d''Os Verdes' e o FDP se terem reunido na terça-feira... Interpreto que estes dois partidos têm de reduzir a desconfiança, que surgiu há quatro anos entre eles, quando não conseguiram formar um Governo", afirma o líder da bancada parlamentar do SPD, Rolf Mützenich.

Os sociais-democratas estão confiantes e acreditam que a Alemanha irá formar um Governo antes do Natal. Em que moldes, é ainda uma incógnita. Uma coisa é certa, dessa coligação farão parte tanto "Os Verdes" como o Partido Democrático Liberal. Resta saber se ao leme estará Olaf Scholz, do SPD, ou Armin Laschet, da CDU.