EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Assalto a central sindical gera indignação em Itália

Assalto a central sindical gera indignação em Itália
Direitos de autor Mauro Scrobogna/LaPresse
Direitos de autor Mauro Scrobogna/LaPresse
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Crescem os pedidos de ilegalização do partido de extrema-direita Forza Nuova, depois da violência das últimas manifestações.

PUBLICIDADE

Em Itália, crescem os pedidos de ilegalização do partido de extrema-direita Forza Nuova, depois de vários elementos do partido terem estado envolvidos em episódios de violência, durante manifestações em Roma e Milão contra a obrigatoriedade do chamado "passe verde" ou passe sanitário anti-Covid em todos os locais de trabalho, públicos ou privados, que entrou em vigor esta sexta-feira.

Durante o protesto em Roma, os manifestantes, incluindo vários elementos da Forza Nuova e ainda um grupo anti-passe sanitário liderado por um dono de restaurante, vandalizaram a sede da central sindical CGIL. Houve confrontos com a polícia, que tiveram como balanço 38 agentes feridos. Vários manifestantes foram filmados e fotografados a fazer a saudação fascista. Foram detidos 12 manifestantes, incluindo dois líderes do movimento.

Assalto à sede da CGIL

O passe verde era já obrigatório em locais como restaurantes e salas de espetáculos. Agora passa a ser exigido também para trabalhar. Para o ter é preciso ter a vacinação anti-Covid completa ou ter uma prova de teste negativo nas últimas 48 horas ou de recuperação da doença nos últimos seis meses.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Câmara de Itália rejeita moção de desconfiança contra Matteo Salvini e Daniela Santanchè

Elon Musk convidado para a festa de fantasia de Giorgia Meloni

Giorgia Meloni separa-se do parceiro de longa data após o último embaraço público