This content is not available in your region

Cabo Verde elege José Maria Neves, o presidente que quer "dialogar com todos"

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com LUSA
euronews_icons_loading
José Maria Neves eleito Presidente da República de Cabo Verde
José Maria Neves eleito Presidente da República de Cabo Verde   -   Direitos de autor  ELTON MONTEIRO/ 2021 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Cabo Verde elegeu, este domingo, José Maria Neves para presidente da república, com 51,5% dos votos, de acordo com os dados do apuramento provisório. O antigo primeiro-ministro ganhou assim na primeira volta as eleições presidenciais deixando para trás o principal opositor, Carlos Veiga, com 42,6% da votação.

No discurso de vitória, José Maria Neves salientou a missão de unir o país. O presidente eleito admitiu já que vai "dialogar com todos" tendo em vista a recuperação económica Cabo Verde.

"Trabalharei para unir os cabo-verdianos. Serei o presidente de todos os cabo-verdianos. Serei um árbitro imparcial, um fiscalizador da ação governamental, um apaziguador de conflitos, um presidente que irá colaborar com o governo e com as autoridades locais e com a sociedade cabo-verdiana", afirmou o sucessor de Jorge Carlos Fonseca, do MpD, na presidência do país.

Segundo dados atualizados às 21h00 (hora local) pela Direção Geral de Apoio ao Processo Eleitoral (DGAPE) e pela Comissão Nacional de Eleições (CNE), José Maria Neves contabilizava 93.149 votos, enquanto Carlos Veiga, também antigo primeiro-ministro (1991 a 2000), voltou a falhar a eleição, pela terceira vez (2001 e 2006), garantindo 77.018 votos.

Nestas sétimas eleições presidenciais o candidato Casimiro de Pina arrecadou até ao momento (97% das mesas apuradas) 3.254 votos (1,8%), Fernando Rocha Delgado 2.509 votos (1,4%), Hélio Sanches 2.102 votos (1,2%), Gilson Alves 1.546 votos (0,9%) e Joaquim Monteiro 1.365 votos (0,8%).

Apurada a esmagadora maioria das mesas, foram também conhecidos os números da abstenção, com 51,7% dos eleitores a optarem por ficar em casa.

Numa declaração pelas 21h10 locais, Carlos Veiga admitiu o resultado e disse que já felicitou telefonicamente José Maria Neves "pela eleição a Presidente da República".

"O povo falou e a democracia triunfou", afirmou Carlos Veiga, que nesta candidatura contou com o apoio do Movimento para a Democracia (MpD, no poder) e da União Caboverdiana Independente e Democrática (UCID).

Atualmente professor universitário, José Maria Neves, 61 anos, contou nesta candidatura com o apoio do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição), que liderou e pelo qual foi primeiro-ministro de 2001 a 2016.

José Maria Neves já foi dirigente partidário – presidente do PAICV e militante há cerca de 40 anos -, deputado nacional, presidente de câmara (Santa Catarina) e ministro.

Esta foi a primeira vez que Cabo Verde registou sete candidatos à presidência da república em eleições diretas. Até aqui, o máximo registado era de quatro candidatos.

A eleição de José Maria Neves já foi felicitada pelo presidente da república de Portugal. Ao telefone, Marcelo Rebelo de Sousa foi também convidado para estar presente na tomada de posse.