Dia de celebração termina em protestos no Chile

AFP
AFP Direitos de autor AFP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Mais de 30 mil pessoas quiseram assinalar a data de 18 de outubro de 2019, dia das grande manifestações de 2019

PUBLICIDADE

´Foram detidas 30 pessoas no Chile durante confrontos com as autoridades num dia que era para ser de celebração. Esta semana foi o aniversário dos maiores protestos que o país viveu: 18 de outubro de 2019, dia em que milhares de chilenos encheram as ruas em protestos contra o governo, dia em que morreram 30 pessoas. 

Os manifestantes foram até à a Praça Dignidade, assim batizada no ano passado, o local epicentro dos mega protestos.

"Se isso não tivesse acontecido, talvez não estivéssemos a passar pelas mudanças que estamos a passar agora; é por isso que estou aqui.", conta um manifestante chileno. 

O dia era de festa mas acabou por virar dia de protesto. A polícia usou canhões de água e gás lacrimogéneo contra os manifestantes. O governo ainda não se manifestou sobre os confrontos e o evento que juntou 30 mil pessoas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Presidente chileno sairá da segunda volta das eleições

Concerto de música no Chile testa protocolos Covid-19

Presidente Piñera quer legalizar o casamento homossexual