This content is not available in your region

OMS estima que morreram 115 mil profissionais de saúde em 17 meses

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
OMS estima que morreram 115 mil profissionais de saúde em 17 meses
Direitos de autor  FABRICE COFFRINI/AP

Mais de 100 mil profissionais de saúde terão morrido em 17 meses por causa da pandemia de covid-19. A conclusão é de estudo da Organização Mundial de Saúde.

"Um novo documento de trabalho estima que 115 mil profissionais de saúde podem ter morrido de Covid-19 entre janeiro de 2020 e maio deste ano. É por isso essencial que os profissionais de saúde sejam prioritários na vacinação", admite Tedros Adhanom Ghebreyesush, diretor-geral da OMS.

De acordo com a organização, dois em cada cinco trabalhadores da área da saúde estão vacinados, mas a taxa muda com um grande contraste entre países pobres e ricos.

"Em África, menos de um em cada dez profissionais de saúde foi totalmente vacinado. Enquanto isso, na maioria dos países desenvolvidos, mais de 80% dos profissionais de saúde estão totalmente vacinados", diz Tedros Adhanom Ghebreyesus.

Nos países desenvolvidos, onde é mais fácil o acesso às vacinas, a discussão é outra: A obrigatoriedade da vacinação.

Na Áustria, os profissionais de saúde saíram à rua para promover a vacina contra a covid-19. Temem uma nova vaga e pedem às pessoas que se vacinem.

Na Grécia, os profissionais de saúde também encheram as ruas, contra a falta de pessoal e contra a suspensão de quem recusou a vacina contra a covid-19.