This content is not available in your region

França alarga prazo do ultimato a Londres sobre as pescas

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
França alarga prazo do ultimato a Londres sobre as pescas
Direitos de autor  AP Photo/Michel Euler, File

O presidente francês Emmanuel Macron decidiu alargar até quinta-feira o prazo do ultimato dado ao Reino Unido para que deixe mais barcos de pesca franceses entrar nas águas territoriais britânicas, sob a ameaça de bloqueio dos pescadores britânicos em França. O governo britânico vai ter de tomar uma decisão até lá. O alargamento foi bem recebido por Londres.

"Na quinta-feira, vai haver uma reunião entre o ministro para as relações com a União Europeia, David Frost, e o homólogo francês, não só sobre as pescas, como sobre um leque variado de questões. Para nós, é muito importante ter boas relações com o nosso vizinho mais próximo e aliado. É uma decisão que saudamos", explicou o ministro do ambiente britânico, George Eustice.

Para os pescadores franceses, o adiamento significa que continua, pelo menos por mais dois dias, a incógnita sobre as licenças de pesca. Diz Samuel Deshayes, pescador: "Não sabemos o que esperar. Todos os dias, dizem-nos uma coisa diferente, não sabemos se podemos ir ou não. Neste momento, temos uma licença, mas há outros que ainda estão à espera e não vamos desistir até todos terem a licença". "Nas últimas negociações, foram dadas 49 licenças e isso não chega. Há ainda 200 barcos à espera", acrescenta o armador de pesca Emmanuel Lecoufle.

Todos os dias, dizem-nos uma coisa diferente.
Samuel Deshayes
pescador

Ao longo de toda esta contenda a respeito das pescas no Canal da Mancha, que se prolonga desde que o Reino Unido saiu oficialmente da União Europeia, a posição de Londres tem sido a de colocar a responsabilidade de acabar com o conflito exclusivamente nas mãos dos franceses, mas essa abordagem parece estar a mudar.