This content is not available in your region

Lituânia vai apertar controlo na fronteira com a Polónia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Lituânia vai apertar controlo na fronteira com a Polónia
Direitos de autor  Mindaugas Kulbis/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

O Governo da Lituânia vai pedir ao Parlamento que declare o estado de emergência na fronteira com a Polónia a partir de 10 de dezembro.

A medida faz parte dos esforços do país para impedir o contrabando de migrantes através da Bielorrússia.

O estado de emergência incluirá controlos fronteiriços centrados em "veículos suspeitos".

O Executivo de Vílnius nega que esteja a impor controlos entre os Estados-membros do Espaço Schengen.

"Não, isto não equivalerá a isso. Significa simplesmente controlos reforçados e uma proteção fronteiriça mais forte, com o objetivo de evitar a migração secundária", sublinhou a ministra lituana do Interior, Agne Bilotaite.

O Governo vai pedir, ainda, que seja prolongado o estado de emergência atualmente em vigor na fronteira da Lituânia com a Bielorrússia e nos campos de acolhimento de migrantes.

A Lituânia, apoiada pela União Europeia, acusa a Bielorrússia de estar a usar os migrantes ilegais para desestabilizar o bloco europeu.

"Das conversas que tive com os migrantes, eles estão a ser empurrados para o território lituano, mesmo que eles próprios já desejem regressar aos países de origem. Simplesmente não lhes é dada uma oportunidade de chegar ao aeroporto de Minsk", contou o comandante do posto fronteiriço de Kabeliai, Donatas Urbelionis.

A Lituânia construiu uma vedação de arame farpado ao longo de 100 km na fronteira com a Bielorrússia desde o início desta crise migratória. O Governo lituano afirma que o país continua em risco até que os cerca de 10.000 migrantes ilegais na Bielorrússia voltem para os países de origem.