This content is not available in your region

Cabul pede responsabilidade pelo ataque com drone em Agosto

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Cabul pede responsabilidade pelo ataque com drone em Agosto
Direitos de autor  Khwaja Tawfiq Sediqi/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

A casa de Cabul onde uma família afegã morreu em agosto passado é hoje local de homenagem. Um cartaz no topo do portão evoca as vítimas do drone norte-americano. Dentro da propriedade, os sinais do ataque mantém a memória viva daquele dia. Foi ali, com espanto, que os sobreviventes ouviram a declaração do porta-voz do departamento de defesa dos Estados Unidos.

"Não prevejo que haja matérias de responsabilidade pessoal a enfrentar no que respeita ao ataque aéreo de 29 de Agosto," declarou John Kirby durante uma conferência de imprensa no Pentágono.

A declaração não foi bem acolhida pelos familiares. O pai de uma das crianças que morreram questiona: "Se eles perdessem um filho, como é que reagiam?". Aimal Ahmadi diz que a resposta está nas mãos de Deus. "Os Estados Unidos são um país poderoso, não podemos protestar contra eles ou vingarmo-nos. Nós somos muçulmanos, colocamo-nos nas mãos de Deus. Deus assume a vingança pelos mártires," diz.

O governo afegão apelou aos Estados Unidos para que revertam a decisão. O porta-voz do executivo de Cabul defendeu que tem de haver punição para os culpados e compensação para as vítimas do ataque que ocorreu durante a tomada da capital afegã pelo regime talibã.