This content is not available in your region

Covid-19 já deixou 90 mil crianças órfãs no Peru

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Lima, Peru
Lima, Peru   -   Direitos de autor  Screenshot from EBU video

No Peru, estima-se que cerca de 90.000 crianças tenham ficado órfãs ou perdido os seus cuidadores devido à COVID-19. Esta realidade, obscurecida pelos danos mais visíveis da pandemia, está a prejudicar a saúde mental e física da próxima geração.

Durante o confinamento, a maioria dos peruanos perdeu a maior parte dos seus rendimentos e o governo peruano preocupa-se com o futuro económico da próxima geração, uma vez que os órfãos perderam os seus alicerces financeiros.

O governo dá ajuda financeira às crianças, que ficaram órfãs devido à COVID-19. O montante equivale a cerca de 40 euros mensais.

Num subúrbio fora da capital, Lima, uma menina de sete anos, Esperanza Zarate, está entre as cerca de 90.000 crianças que perderam os seus pais durante a pandemia. Ela e os três irmãos têm vivido com a tia, Gabriela, desde que a mãe deles morreu, no ano passado.

Gabriela conta o choque da notícia da morte da irmã: "Estava a lavar roupa quando me disseram: 'a tua irmã faleceu'.... Eu disse, o quê?.. Estava com o meu sobrinho, Santos .... E não sabia como lhe dizer"

Gabriela já tinha quatro filhos e decidiu adotar os sobrinhos, o que faz dela uma mãe sozinha a cuidar de oito crianças.