This content is not available in your region

99% da população perdeu dinheiro com a pandemia mas os dez mais ricos duplicaram fortuna

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
99% da população perdeu dinheiro com a pandemia mas os dez mais ricos duplicaram fortuna
Direitos de autor  Kirsty Wigglesworth/Copyright 2016 The Associated Press. All rights reserved. This material may not be published, broadcast, rewritten or redistribu

A pandemia de covid-19, quando chegou, foi igual para todos mas praticamente dois anos volvidos as diferenças saltam à vista. Os ricos ficaram muito mais ricos, os pobres já não podiam ficar mais pobres mas são agora muitos mais, com mais de 160 milhões de pessoas a passarem para baixo do limiar de pobreza.

Um relatório da Oxfam revelou que 99% da população viu os rendimentos baixar e que os baixos rendimentos contribuíram para a morte de 21 mil pessoas por dia.

Gabriela Bucher, diretora executiva da Oxfam International, sublinha que "esta situação não pode continuar. Vimos durante este ano bilionários a divertir-se em viagens ao espaço enquanto a maior parte da população sofria com a pandemia. Como inverter a situação? Com impostos para as fortunas dos mais ricos, que nos dariam recursos para resolver os problemas que impedem muitas pessoas de lidar com a pandemia, como cuidados de saúde e o acesso a serviços básicos."

No sentido inverso, as dez pessoas mais ricas do planeta viram a fortuna duplicar sendo que o grande ganhador foi Elon Musk, agora dez vezes mais rico do que no início da pandemia. O fundador da Tesla tem a fortuna avaliada em 294 mil milhões de dólares.

Juntando as fortunas dos dez maiores bilionários, seriam necessários 414 anos para ficar sem dinheiro se gastássemos um milhão de dólares por dia...