Impasse nas Presidenciais italianas não tem fim à vista

Impasse nas Presidenciais italianas não tem fim à vista
Direitos de autor Alberto Pizzoli/AP
De  Bruno SousaGiorgia Orlandi
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Terceira ronda eleitoral volta a terminar com uma maioria de votos em branco

PUBLICIDADE

Não tem fim à vista o impasse na eleição para o Presidente da República em Itália e a terceira ronda eleitoral não foi muito diferente das duas primeiras, terminando com uma maioria de votos em branco. O número de votos em branco, no entanto, tem vindo a cair de dia para dia.

Sergio Mattarella foi o nome mais votado mas o atual Chefe de Estado já anunciou não ter intenção de cumprir um segundo mandato de sete anos.

O Presidente da República em Itália é escolhido no Parlamento por um grupo de 1009 grandes eleitores, entre Senadores, Deputados e representantes das regiões e não há candidatos no sentido tradicional do termo mas sim nomes propostos pelos diferentes partidos, que podem variar de dia para dia.

Na quarta ronda, esta quinta-feira, perceberemos se as principais forças partidárias chegaram a algum acordo e se estão prontas a avançar com os seus próprios candidatos.

Os nomes que foram avançados até agora estiveram longe de alcançar o apoio necessário e a partir desta quinta-feira, deixa de ser necessária uma maioria de dois terços para ser eleito e basta uma maioria simples, ou o apoio de 505 grandes eleitores para eleger o Presidente.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Mattarella, o "presidente para as emergências" que todos quiseram (novamente) à frente de Itália

Ainda não há fumo branco nas Presidenciais italianas

Governo italiano vai introduzir novas regras para reduzir acidentes de trabalho