This content is not available in your region

"Luz verde" a comissão parlamentar e centralização de casos de pedofilia na Igreja espanhola

Access to the comments Comentários
De  euronews
(screenshot)
(screenshot)   -   Direitos de autor  TVE

Espanha deu dois passos inéditos na investigação de casos de abuso sexual de menores no seio da Igreja Católica.

Por um lado, o Congresso espanhol abriu a porta a uma investigação parlamentar e, por outro, a procuradoria-geral decidiu centralizar todos os casos abertos.

Miguel Ángel Hurtado reuniu 52.000 assinaturas para pedir a criação de uma comissão independente.

Miguel Ángel Hurtado, vítima de abusos:"O principal problema é que 99,9 por cento dos casos já prescreveram. [...] Podia produzir-se um relatório que quantifique a magnitude do icebergue da pedofilia na Igreja espanhola: quanto padres pedófilos, quantos bispos que encobrem, quantas crianças violadas e em quantas instituições houve abusos."

O Congresso dos Deputados deu "luz verde" à abertura do processo de criação de uma comissão parlamentar, que deverá seguir adiante apesar da contestação do Partido Popular, principal força da oposição, e da extrema-direita do Vox, terceira força política.

Numa carta aberta, mais de 20 associações cristãs pediram à Conferência Episcopal Espanhola que financie uma investigação independente.

Os bispos, por seu lado, felicitaram a decisão do Ministério Público de centralizar os processos pendentes em todo o país.