EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Los Angeles Rams vencem Super Bowl ao baterem Cincinnati Bengals

Los Angeles Rams vencem Super Bowl ao baterem Cincinnati Bengals
Direitos de autor Matt Rourke/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Matt Rourke/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

No intervalo, Eminem não cumpriu as regras da NFL ao protagonizar um momento de posição política

PUBLICIDADE

O Los Angeles Rams venceram a 56.ª edição do Super Bowl, a final da Liga norte-americana de futebol americano, ao derrotaram o Cincinnati Bengals de Ohio por 23-20.

Foi um jogo de emoções até ao fim. Os Rams, que jogavam em casa, no SoFi Stadium, viraram o jogo nos últimos dois minutos depois de uma defesa de Aaron Donald.

O jogo ficou marcado por dois touchdowns de Cooper Kupp. A lenda dos Rams acabou por vencer o Jogador Mais Valioso do jogo, o MVP.

Foi a terceira vez que os Los Angeles Rams venceram o Super Bowl, aquele que é o maior evento desportivo dos EUA. 

No intervalo, as tradicionais atuações artísticas. Subiram ao palco Eminem, Kendrick Lamar, Snoop Dogg e Mary J Blige. Eminem protagonizou um momento no fim da performance ao ajoelhar-se, símbolo que, nos EUA, significa protesto contra o racismo, o qual é proibido pelas regras da NFL. 

O gesto começou com o quarterback Colin Kaepernick, em 2016. O jogador do San Francisco 49ers começou a ajoelhar-se durante o hino dos EUA como protesto contra o racismo e a violência da polícia no país. O gesto tornou-se polémico e acabou por ser proibido pela NFL, a liga de futebol americano. O na altura presidente do país, Donald Trump, critico da posição política que o jogador fez durante o evento desportivo que envolve milhões e milhões de dólares, terá aconselhado essa proibição.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Kansas City Chiefs vencem Super Bowl pelo segundo ano consecutivo

Sarah Thomas vai ser a primeira mulher a arbitrar na Super Bowl

Aumento do tráfico sexual durante o "Super Bowl"