This content is not available in your region

Países europeus planeiam "Dia da Liberdade"

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com EFE, AP
euronews_icons_loading
Países europeus planeiam "Dia da Liberdade"
Direitos de autor  Michele Tantussi/(c) Reuters/Pool

Os líderes alemães anunciaram, esta quarta-feira, planos para acabar com a maioria das restrições contra o coronavírus até 20 de março. A decisão coincide com a estratégia dos vizinhos Áustria e Suíça.

Um plano em três etapas foi aprovado pelo chanceler Olaf Scholz e pelos 16 governadores de estado do país, numa altura em que os números oficiais mostram que a taxa de infeção começa a descer. "O pico foi provavelmente atingido", disse Scholz.

A partir de 4 de março, os requisitos para entrar em restaurantes e bares serão menos exigentes, bastando um teste negativo. Neste momento, em muitas regiões, é preciso apresentar um teste e uma prova de vacinação ou recuperação.

Áustria

O governo austríaco planeia acabar com a maior parte das restrições no dia 5 de março, embora o uso de máscaras continue a ser obrigatório em alguns locais.

O chanceler Karl Nehammer anunciou a decisão numa conferência de imprensa em Viena. As autoridades salientaram que a pandemia ainda não terminou, mas acreditam que a estabilização de novas infeções sustenta a decisão.

A partir de sábado, a prova da vacinação ou da recuperação recente deixará de ser necessária para participar em eventos, ir a restaurantes, bares ou cabeleireiros e várias outras atividades. Nestes casos, a prova de um teste negativo será suficiente.

Suíça

O governo suíço anunciou o levantamento imediato da maioria das restrições, incluindo a necessidade de apresentar um certificado de vacinação ou de usar uma máscara em locais públicos. O levantamento destas medidas, que a Suíça tem aplicado em diferentes graus ao longo dos últimos dois anos, e com as quais está quase de volta à "normalidade" pré-pandémica, foi anunciado numa conferência de imprensa pelo presidente Ignazio Cassis, e entrará em vigor amanhã, quinta-feira.