This content is not available in your region

Rússia facilita nacionalidade a ucranianos

Access to the comments Comentários
De  Teresa Bizarro
euronews_icons_loading
Rússia facilita nacionalidade a ucranianos
Direitos de autor  Alexei Alexandrov/AP

Já são 720 mil os cidadãos das duas regiões separatistas em Donbass do leste da Ucrânia com passaporte russo. Moscovo simplificou a atribuição da nacionalidade aos residentes de Donetsk e Luhansk. Um processo contestado pelas autoridades ucranianas, mas que tem cada vez mais adesão.

"À luz das tensões crescentes e do recomeço dos rumores sobre um reinício das hostilidades no território de Donbass, o número de pessoas que desejam tornar-se cidadãos da Federação Russa aumentou," justifica Olga Matvienko, inspectora no serviço russo de migração do distrito de Leninsky.

A Rússia é vista como o principal apoiante dos rebeldes no leste da Ucrânia. Muitos dos que lá vivem consideram que estão apenas a antecipar o inevitável.

"Eu quero ser um cidadão da Federação Russa. Afinal de contas, estamos a avançar nesse sentido," diz Ivan Malyuta, um trabalhador da construção civil de 39 anos e residente em Donetsk, já a preparar o processo.

Nelya Dzyuba, reformada com 62 anos, também foi pedir a nacionalidade. "Os nossos familiares na Rússia dizem-nos que Putin não nos abandonará e que tudo vai ficar bem," diz.

18 por cento dos residentes de Donetsk e Luhansk já têm nacionalidade russa - número revelados por Moscovo. Kiev manifesta-se contra o que chama de "emissão ilegal em massa passaportes russos". O Ministro ucraniano dos Negócios Estrangeiros pediu mesmo à União Europeia que imponha sanções para travar também este processo.