EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Confrontos com a polícia no protesto "Comboio da Liberdade"

Confrontos com a polícia no protesto "Comboio da Liberdade"
Direitos de autor Cole Burston/AP
Direitos de autor Cole Burston/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Manifestações em Otava estão proibidas mas camionistas regressaram às ruas. Foram detidas 100 pessoas

PUBLICIDADE

Continuam os protestos anti-vacina em Otava, no Canadá, apesar de proibidos pelo governo.

Os manifestantes que fazem parte dos protestos "Comboio da Liberdade" entraram em confronto com a polícia. Durante todo o dia, foram detidas mais de 100 pessoas.

Numa conferência de imprensa, o chefe da Polícia de Otava explicou que as autoridades avisaram os camionistas para abandonarem as ruas e para terminarem com o protesto. Depois de algum tempo, a polícia começou a deter e a multar vários manifestantes por desobediência.

A operação de retirada dos camionistas das ruas começou na semana passada, depois de o executivo invocar a Lei de Emergência que dá poder ao governo para proibir protestos que ponham em causa o país.

Os manifestantes anti-vacina bloquearam a mais importantes ligação entre os EUA e o Canadá, influenciando o comércio das duas regiões. Mais tarde, escolheram continuar o protesto na capital.

Apesar da insistência, muitos terminaram o dia a ceder à policia e ao governo e retirar os camiões da ruas, ao fim de quase um mês de protestos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Cinco dias após decreto do "Estado de Emergência" polícia impõe fim a protesto antivacinas

Canadá recorre à "Lei das Emergências" para terminar com protestos

Acrobacias arrojadas na neve do Canadá