EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Sanções levam empresas a sair da Rússia

Sanções levam empresas a sair da Rússia
Direitos de autor /Euronews
Direitos de autor /Euronews
De  euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Negócios ocidentais escolhem a Sérvia como novo destino.

PUBLICIDADE

Muitas empresas ocidentais estão a abandonar Rússia. A razão são as sanções económicas impostas ao país, devido à invasão da Ucrânia. O novo destino escolhido é a Sérvia. Algumas empresas já começaram a mudar de país. Valorizam os fortes laços da Sérvia com a Rússia e a mão-de-obra que é mais barata do que no resto da Europa.

São, principalmente, empresas dos Estados Unidos ou europeias que encontram um local para movimentar os seus negócios, nesta zona da Europa, porque já têm algumas operações na região. A Sérvia é definitivamente um dos locais para onde virão. Não estou seguro que estas deslocalizações melhorem muito a economia sérvia, mas, pelo menos, a sua chegada não será prejudicial.
NEBOJŠA NESHOVANOVIĆ
diretor de avaliação SEE - CBRE

Empresas russas como a Gazprom, a Lukoli e os caminhos-de-ferro do país estão a operar sem problemas, mas empresa de informática ucraniana Intellias decidiu mudar-se da Sérvia para a Croácia, porque a Sérvia não impôs sanções à Rússia.

Existe o risco de empresas deixarem a Sérvia, mas o caso mencionado é isolado. O clima de incerteza para os investidores estrangeiros não mudou e isto é ilustrado pela nota de crédito que foi confirmada no nível "BB +" com uma perspetiva positiva que no próximo período que poderá haver uma melhoria ou que poderemos atingir o novo nível de investimento.
BOJAN STANICH
Câmara do Comércio da Sérvia

A primeira vaga de funcionários vindos da Rússia para a Sérvia já está a caminho. Aproximadamente 2 mil pessoas estão à procura de casa em Belgrado e podem representar um impulso para uma economia sérvia a necessitar de estímulos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Os clientes russos desapareceram". As sanções da guerra na Ucrânia já se sentem em Marbella

Sérvia: cidadã russa é declarada ameaça nacional

Stoltenberg diz que 23 países da NATO vão atingir limite mínimo de despesa militar