EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Primeiro grupo de refugiados ucranianos aterra na Alemanha

Primeiro grupo de refugiados ucranianos aterra na Alemanha
Direitos de autor Petr David Josek/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Petr David Josek/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

País vai receber um total de 2500 pessoas em situação de abrigo temporário por causa do conflito na Ucrânia

PUBLICIDADE

Um grupo de 134 refugiados ucranianos aterrou durante a manhã deste sábado em Frankfurt, na Alemanha. Os refugiados vieram da Moldávia, o primeiro país de refúgio depois de fugirem da guerra na Ucrânia.

São as primeiras famílias a chegar à Alemanha, que vai acolher nos próximos dias, 2500 ucranianos em situação de abrigo temporário.

Polónia já recebeu mais de 2 milhões de refugiados

Em Medyka, na Polónia, tenta-se, através da música, sentir alguma normalidade, enquanto que milhares e milhares de pessoas fogem do país vizinho e embarcam em autocarros para outros países europeus.

À Polónia já chegaram mais de 2 milhões de ucranianos. A Agência da ONU para Refugiados, juntamente com as autoridades locais, tem estado no terreno a organizar e a ajudar quem chega e quem parte.

Os refugiados com necessidades especiais, capacidades reduzidas e problemas de saúde são a prioridade.

Shabia Mantoo, porta-voz do ACNUR, diz que a mais fundamental necessidade é o "sentido de segurança", tendo em conta que as pessoas fogem de uma situação de perigo.

A ajuda não existe só nas fronteiras. Também chega, a conta-gotas, às cidades destruídas pela guerra.

De Berlim, na Alemanha, parte, três vezes por semana e com destino à Ucrânia, um comboio com doações. Sai carregado com roupas e comida para quem ainda está na Ucrânia, a tentar lutar pela sobrevivência.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ministros europeus da Justiça coordenam esforços de acolhimento

Voluntários de todo o mundo a ajudar na fronteira com a Hungria

Polónia: Explosão em fábrica de armamento provoca 1 morto