This content is not available in your region

Benfica recebe Liverpool nos "quartos" da Liga dos campeões a sonhar com 2006

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
euronews_icons_loading
Darwin Nuñez (Benfica) e Diogo Jota (Liverpool) defrontam-se na Liga dos Campeões
Darwin Nuñez (Benfica) e Diogo Jota (Liverpool) defrontam-se na Liga dos Campeões   -   Direitos de autor  AP Photo/Peter Dejong/Ian Walton

O Benfica recebe esta noite o Liverpool, na primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, com a ambição de repetir o êxito de 2006, enquanto em Manchester há um duelo entre jovens formados no clube da Luz.

Em Lisboa, as "águias" recebem uma das equipas em melhor forma do futebol europeu. Campeão europeu em 2019 e eliminado também nos "quartos" da época passada pelo Real Madrid, agora os "reds" estão numa senda de quatro triunfos consecutivos.

A última derrota dos ingleses aconteceu em casa, diante do Inter nos oitavos de final da Liga dos campeões, com um único golo, mas beneficiaram do triunfo por dois em Milão.

O Benfica vem de uma derrota (3-2) no campeonato, em Braga , e tem alternado boas e más exibições desde que trocou de treinador em dezembro, mas na Liga dos Campeões, depois de se ter apurado num grupo em que deixou para trás o Barcelona, acaba de eliminar o Ajax, que tinha sido um dos grandes destaques da fase de grupos.

Na memória, após o sorteio destes "quartos", surgiu logo a eliminatória de 2006. Os portugueses enfrentaram nos oitavos de final o então campeão europeu, Liverpool. Venceram na primeira mão, na Luz, com um golo de Luisão, e repetiram o triunfo em Inglaterra, com remates certeiros de Simão Sabrosa e Miccoli.

Agora, sem Luisão, Simão e Miccoli no plantel, as esperanças recaem no uruguaio Darwin Nuñez, que se tem assumido como a pérola da equipa, e no "speedy" Rafa, motivado por ter marcado recentemente um dos golos do ano, numa arrancada de mais de 100 metros, quase de baliza a baliza.

O treinador Nelson Veríssimo sabe, no entanto, que é preciso mais para eliminar este Liverpool de Jurgen Klopp, onde alinham jogadores como o defesa holandês Van Dijk, o egípcio Moh Salah, o senegalês Sadio Mané ou o português Diogo Jota, que esta época já marcou 20 golos pelos "reds".

O treinador alemão conta ainda com o reforço de inverno colombiano, Luís Diáz, que alinhava no FC Porto e já esta época defrontou o Benfica.

"O Luís tentou ajudar, mas não percebemos uma palavra do que disse", brincou Klopp na conferência de imprensa, revelando mais a sério ter um bom conhecimento da equipa portuguesa, de Darwin, do compatriota Weigl e dos centrais. "O Rafa com bola... uau! É muito rápido", destacou ainda.

Duelo de antigos benfiquistas em Manchester

A outra partida desta noite nos quartos da Champions vai opor o Manchester City ao Atlético de Madrid, uma estreia em provas europeias.

O carrasco do Sporting na prova também está num bom momento, lidera a Liga inglesa com mais um ponto que o Liverpool, mas a equipa de Diego Simeone nunca é de fiar. Sobretudo quando o francês Antoine Griezmann ou o português João Félix estão inspirados e ambos devem ser titulares.

Do lado do City, há três portugueses esperados no "11", o central Rúben Dias, o lateral João Cancelo e o médio ofensivo Bernardo Silva, que, tal como Félix do outro lado, foram formados no Benfica.

Ambos os jogos têm o apito inicial marcado para as 20 horas locais.