EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Borodyanka é uma cidade em ruínas depois da retirada dos militares russos

Repórter da Euronews Sérgio Ferreira de Almeira em Borodyanka
Repórter da Euronews Sérgio Ferreira de Almeira em Borodyanka Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Sérgio Ferreira de Almeida
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A reconquista de Borodyanka é amarga. A cidade está em ruínas e as equipas de resgate lutam para encontrar sobreviventes ou os corpos de pessoas desaparecidas no meio dos escombros.

PUBLICIDADE

Na entrada para a cidade de Borodyanka é bem visível o rasto de destruição deixado pela passagem das tropas russas. Estiveram nesta cidade, a pouco mais de 40 quilómetros de Kiev, durante várias semanas. Nem a estátua do poeta Taras Schevchenko escapou aos sucessivos ataques e às pilhagens que se seguiram.

Quando os invasores saíram de Borodyanka deixaram centenas de minas espalhadas pela cidade. As autoridades locais temem que a desminagem possa demorar até 5 anos. Mas antes disso, é preciso saber o que está debaixo dos escombros. 26 pessoas já foram declaradas como mortas. Mas mais de 200 estão desaparecidas. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, afirmou que Borodyanka pode ser ainda pior que Bucha.

Num edifício próximo do local de reportagem, uma equipa de resgate esforça-se para tentar encontrar sobreviventes no que é agora um enorme monte de escombros. A cave servia de abrigo a dezenas de civis durante a ocupação russa.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Encontrados 26 corpos nos escombros de dois edifícios atingidos em Borodyanka

Imagens confirmam massacre em Bucha

Massacre de Bucha é "apenas a ponta do iceberg"