This content is not available in your region

Boris Johnson multado pelas festas em período de confinamento

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Boris Johnson
Boris Johnson   -   Direitos de autor  Kirsty Wigglesworth/ The Associated Press.

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, e o ministro das Finanças Rishi Sunak foram ambos multados por terem participado na festa de aniversário de Johnson, em junho de 2020, em pleno confinamento ditado pela pandemia de Covid-19. O encontro aconteceu na sala de reuniões do governo, no número 10 da Downing Street.

Entre apelos à demissão, Boris Johnson garante que continua de pedra e cal no governo: "Quero dizer, imediatamente, que paguei a multa e, mais uma vez, quero pedir desculpas. Quero poder continuar a cumprir o meu mandato e enfrentar os problemas com que o país se depara neste momento e ter a certeza que fazemos o melhor pelos britânicos, essa é a minha prioridade", disse.

Quem não pensa assim é a oposição, que não perde uma oportunidade para pedir a cabeça de Boris Johnson. No twitter, o líder do Partido Trabalhista, Keir Starmer, diz que tanto o primeiro-ministro como o ministro das Finanças mentiram ao povo britânico e devem demitir-se.

Sabe-se que a polícia britânica emitiu já pelo menos 50 multas relacionadas com festas dadas por membros do governo e colaboradores, durante o período de confinamento obrigatório.