This content is not available in your region

Ucrânia e Alemanha dão sinais de aproximação

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Ucrânia aproxima-se da Alemanha
Ucrânia aproxima-se da Alemanha   -   Direitos de autor  RONALDO SCHEMIDT, VLADIMIR SIMICEK, John MACDOUGALL / AFP

Depois de desacordos diplomáticos, os sinais entre a Alemanha e a Ucrânia apontam para uma aproximação. Nesta quinta-feira, o presidente alemão falou ao telefone com o homólogo ucraniano. Na conta do Twitter, Volodymyr Zelensky disse que teve "uma conversa boa, construtiva e importante" com o presidente Frank-Walter Steinmeier. Agradeceu pelo "forte apoio à Ucrânia", e disse que a liderança da Alemanha é importante para combater a agressão da Rússia.

Entretanto, o gabinete da presidência alemã revelou que Steinmeier e membros do governo de Berlim foram convidados a visitar Kiev. O presidente alemão  já tinha planeado viajar para a capital ucraniana, em abril - com os presidentes da Polónia e dos três Estados Bálticos. Mas nunca recebeu um convite, aparentemente por causa da proximidade do seu partido, o SPD, com a Rússia. Em Berlim, a falta de um convite foi vista como uma espécie de afronta. 

Esta terça-feira, o presidente da CDU alemã viajou para Kiev e foi recebido de braços abertos. Resta saber se Frank-Walter Steinmeier e Olav Scholz serão os próximos.