EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Bielorrússia condena Sofia Sapega a seis anos de prisão

Sofia Sapega no tribunal
Sofia Sapega no tribunal Direitos de autor Leonid Shcheglov/BelTA
Direitos de autor Leonid Shcheglov/BelTA
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Sofia Sapega, a namorada do dissidente bielorrusso Roman Protasevich, é condenada a seis anos de prisão por tribunal da Bielorrússia

PUBLICIDADE

Um tribunal da Bielorrússia condenou Sofia Sapega a seis anos de prisão sendo considerada culpada de incitamento ao ódio social, recolha ilegal de dados pessoais, entre outras acusações.

A sentença é conhecida cerca de um ano após a jovem russa ter sido detida logo depois de ter sido retirada de um avião da Ryanair juntamente com o namorado, o jornalista Roman Protasevich.

O dissidente bielorrusso está em prisão domiciliária na Bielorrússia, onde aguarda julgamento. No último ano, o jovem apareceu em vários vídeos, divulgados pelo regime de Alexander Lukashenko onde confessa os alegados crimes de que é acusado.

Os seus apoiantes alegam que o fez sob coação.

Protasevich e Sapega foram detidos a 23 de maio de 2021 depois do avião onde viajam da Grécia para a Lituânia ter sido desviado e forçado, a aterrar em Minsk, na Bielorrússia.

Uma ação que mereceu a forte condenação da União Europeia que impôs sanções ao regime de Minsk.

Roman Protasevich foi editor-chefe do Nexta, um canal na internet que desempenhou um papel central na onda de protestos após a reeleição do presidente Alexander Lukashenko, em 2020.

A líder da oposição bielorrussa, Sviatlana Tsikhanouskaya, lamentou, no Twitter, a sentença de Sapega, referindo que a jovem russa se tornou num "dano colateral" e que ninguém deveria "sofrer por causa da ditadura" de Lukashenko

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Prémio Nobel da Paz 2022 condenado na Bielorrússia

Jornalista bielorrusso detido em Minsk após alerta de bomba falso em voo da Ryanair

Rússia captura aldeia na região de Donetsk