EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Atletas ucranianos treinam na Albânia mas com saudades de casa

Atletas a treinar
Atletas a treinar Direitos de autor SNTV Photo
Direitos de autor SNTV Photo
De  Euronews com SNTV
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Para trás, deixaram um país devastado, que foi invadido pela Rússia há precisamente 76 dias.

PUBLICIDADE

Na Albânia, vários jovens atletas ucranianos lutam pelo sonho de uma carreira internacional.

Para trás, deixaram um país devastado, que foi invadido pela Rússia há precisamente 76 dias, e não conseguem esconder a preocupação e as saudades dos familiares que ainda permanecem na Ucrânia.

Primeiro, tenho saudades da minha mãe. Eu tenho saudades do meu país porque sinto falta do Bakhmut porque é lá que treino. Tenho saudades do meu treinador. Eles lá estão em casa e e estou sozinha. Sinto falta da minha avó e dos seus conselhos e também tenho saudades da forma como a minha mãe cozinha. Amo a minha família e o meu treinador e tenho saudades deles”, disse a atleta Maria Lariva.

Os desportistas foram forçados a viajar para a Albânia para se prepararem para o campeonato do mundo de atletismo, que se realiza em Agosto, mas a vontade de regressar a casa é muita.

Eu quero voltar porque tenho saudades da minha família. Todos querem ir para casa. A Albânia é um bom país, mas nós somos ucranianos. Queremos ir para as nossas casas, para perto dos nossos pais", comentou, por seu turno, Valentyn Loboda.

Os jovens sairam de Bakhmut, na região de Donetsk, no leste da Ucrânia, no final de Março para treinarem na Albânia, país que os acolheu e que lhes tem dado apoio nos últimos meses.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Matthew Boling, a nova promessa do atletismo dos EUA

Florence tem 84 anos e vai ao mundial de atletismo

Nélson Évora brilha nos Europeus de Atletismo de Berlim