This content is not available in your region

Ucrânia reclama avanço em Kharkiv

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Guerra na Ucrânia
Guerra na Ucrânia   -   Direitos de autor  Dmytro 'Orest' Kozatskyi/Azov Special Forces Regiment of the Ukrainian National Guard Press Office

O Alto Comando Militar da Ucrânia anunciou o avanço das tropas até à fronteira depois de um contra-ataque na região de Kharkiv. O Ministério da Defesa ucraniano divulgou um vídeo que mostra as tropas alegadamente junto à fronteira com a Rússia.

No leste, em Sievierodonetsk, as tropas ucranianas explodiram pontes ferroviárias que ligam a cidade a Rubizhne para tornar mais difícil o avanço das tropas russas para a frente oriental. Em cidades como Lysychansk, os soldados tentam convencer os residentes a partir, alertando-os para o perigo de permanecerem numa zona de guerra. Alguns resistem e não abandonam a cidade. Do lado da Rússia, há a informação de que as forças ucranianas foram empurradas para fora da cidade de Rubizhne, na autoproclamada República Popular de Lugansk. A cidade foi reduzida a cinzas.

Em Mariupol, continuam os confrontos da fábrica Azovstal. A Ucrânia diz que há cerca de 600 soldados feridos e o ministério da Defesa da Rússia anunciou, sem a confirmação de Kiev, um acordo para retirar os combatentes ucranianos feridos da fábrica. Nas últimas horas, tem circulado na internet um vídeo não verificado, divulgado pelas forças pró-russas de Donetsk, que mostra uma chuva de fogo a cair sobre o complexo industrial. Kiev já acusou a Rússia de usar bombas de fósforo branco, proibidas para uso contra civis.