This content is not available in your region

Moldávia aumenta exportação de vinhos para a União Europeia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Vinhos moldavos
Vinhos moldavos   -   Direitos de autor  AFP

Os viticultores da Moldávia estão à procura de mercados alternativos à Rússia e à Ucrânia. Os dois países ainda eram uma fatia significativa da exportação do vinho moldavo apesar de muitos produtores já estarem a vender sobretudo para a União Europeia.

Nicolae Tronciu diz: "O mercado russo era o nosso mercado tradicional. Mas isso tinha as suas desvantagens. Os preços não são os mesmos, são mais baixos do que na União Europeia (UE). Na UE pode-se cobrar preços mais altos pelo vinho, porque aí o importante é a qualidade, o que não é o caso da Rússia".

União Europeia e não só. Tronciu conta: "Recentemente tivemos uma reunião de colegas enólogos e reparei que todos estão a mudar para exportar para o Médio Oriente, o mercado europeu e o mercado escandinavo".

Os sucessivos embargos russos nas últimas duas décadas, em retaliação à decisão da Moldávia de se aproximar da UE, levaram os viticultores a escolher o mercado europeu.

Bruxelas facilitou através do levantamento dos direitos aduaneiros e de um acordo bilateral de comércio livre com Chisinau para produtos vitivinícolas em 2014.