Nova constituição apostólica entra em vigor no domingo

Papa Francisco (arquivo)
Papa Francisco (arquivo) Direitos de autor Gregorio Borgia/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

"Revolução" na organização da Igreja Católica desejada pelo Papa Francisco arranca a 5 de junho

PUBLICIDADE

A "revolução" na Igreja Católica prometida pelo Papa Francisco arranca no próximo domingo de Pentecostes. Promulgada a 19 de março, a nova constituição apostólica que reforma a Cúria Romana, intitulada "Pregar o Evangelho", entra em vigor a 5 de junho.

O documento resulta de nove anos de trabalho do Sumo Pontífice com o "conselho dos cardeais" e representa uma restruturação significativa, nomeadamente na governação da Igreja Católica. A última revisão data de há 34 anos, pela mão de João Paulo II.

Com a nova constituição, o Papa Francisco pretende reforçar a dimensão missionária e pastoral da Igreja.

Entre as grandes novidades, está o fim das posições "intocáveis" de poder. Os mandatos de clérigos e religiosos ao serviço da Cúria passam a estar limitados a cinco anos, com a possibilidade de uma única renovação. A nova constituição prevê também que um leigo possa assumir um cargo de governo na Cúria, por decisão direta do Papa.

Com a entrada em vigor do texto, prevê-se também um grande número de novas nomeações por parte do pontífice, já que todos os cargos da Cúria serão renovados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Papa Francisco condena "ataque terrorista vil" em Moscovo

Mulheres que dizem ter sido abusadas por um jesuíta outrora famoso exigem transparência ao Vaticano

Papa Francisco apela à solidariedade com as vítimas das guerras