This content is not available in your region

Lesão num joelho obriga Papa Francisco a adiar viagem prevista a África

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
euronews_icons_loading
O Sumo Pontífice na Basílica de São Pedro no último domingo
O Sumo Pontífice na Basílica de São Pedro no último domingo   -   Direitos de autor  AP Photo/Alessandra Tarantino

O Papa Francisco adiou a viagem a África prevista para o início de julho. O sumo Pontífice tinha previsto visitar a República Democrática do Congo e o Sudão do Sul, numa viagem já em preparação desde 2017.

Os problemas num joelho que o têm obrigado a deslocar-se de cadeira de rodas ou de bengala desde há pouco mais de um mês motivaram a decisão, recomendada pelos médicos do Sumo Pontífice, confirmou o secretário-geral da Conferência de Bispos Congoleses.

"A pedido dos médicos e para não colocar em risco a terapêutica que está a seguir para o joelho, o Santo Padre, com muita pena, viu-se forçado a adiar a viagem apostólica à República Democrática do Congo e ao Sudão do Sul, prevista de 2 a 7 de julho, para uma data posterior a definir", afirmou o padre africano Donatien Nshole.

Francisco tinha previsto uma intensa agenda em ambos os países africanos, incluindo três homilias em outras tantas cidades e pelo menos oito discursos, além de encontros com autoridades civis e religiosas, com jovens, deslocados e com vítimas de violência, mas as dificuldades de mobilidade sobrepuseram-se.

Com 85 anos, o Sumo Pontífice tem evitado ser operado, preferindo um tratamento conservador através de infiltrações e a redução tanto quanto possível do esforço.

Ainda na agenda, mas agora em risco, fica também a viagem ao Canadá marcada para o final de julho.

Outras fontes • VaticanNews