This content is not available in your region

Reino Unido: Comboios e metro de Londres em greve

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Caminhos-de-ferro no Reino Unido
Caminhos-de-ferro no Reino Unido   -   Direitos de autor  Peter Byrne/PA

Esta promete ser uma semana muito difícil para os utentes dos comboios no Reino Unido.

Os trabalhadores da Network Rail e de 13 operadores ferroviários estarão em greve esta terça-feira, na quinta e no sábado.

É a maior paralisação nos serviços ferroviários dos últimos 30 anos. Estima-se que apenas um em cada cinco comboios circule nestes dias.

Em causa está uma luta por aumentos salariais e melhoria nas condições de trabalho.

As últimas negociações falharam esta segunda-feira.

O RMT, o maior sindicato do setor, pede aumentos salariais de 7% para compensar a subida do custo de vida, mas as empresas não querem ir além dos 3% na condição de os trabalhadores também aceitarem redução de postos de trabalho e alterações nas condições de trabalho.

O governo alega que aumentos muito fortes nos salários tornam o controlo da inflação difícil e o ministro dos Transportes acusa o sindicato de pôr em causa os empregos e o futuro dos transportes ferroviários.

A greve afeta Inglaterra, Escócia e País de Gales.

Em Londres, para além dos comboios, o metro também está em greve esta terça-feira.

A Eurostar diz que o número de comboios para o continente será reduzido devido à greve e pede aos passageiros que confirmem se os comboios foram cancelados antes de se dirigirem à gare.