This content is not available in your region

Jovens ucranianos testemunham desempenho exemplar do Japão no Grand Slam da Hungria

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
O azeri Hidayat Heydarov sagrou-se campeão em -73kg.
O azeri Hidayat Heydarov sagrou-se campeão em -73kg.   -   Direitos de autor  International Judo Federation

Segunda jornada do Grand Slam de Judo da Hungria, dia da cerimónia de abertura, em que cerca de 200 judocas ucranianos refugiados no país tiveram a oportunidade de celebrar o melhor do judo no tapete, junto aos judocas em prova.

A celebração foi seguida de um minuto de silêncio em honra do antigo primeiro-ministro nipónico defunto, Shinzo Abe.

O presidente da Federação Internacional de Judo, Marius Vizer, presidiu à cerimónia, que contou com a participação do ministro húngaro da Defesa, Kristóf Szalay-Bobrovniczky e do vice-presidente da federação, László Toth.

Em -63kg, a nipónica Megumi Horikawa prevaleceu, por waza-ari, sobre a polaca Angelika Szymanska com um golpe de pés veloz, conquistando a sua terceira medalha de ouro num Grand Slam.

O presidente de Montenegro, Milo Đukanović, apresentou as medalhas da categoria.

Na final, fiz o mesmo que fiz nos treinos e fiquei feliz por ter marcado no início da luta. Depois fiquei um pouco frustrada com a mudança do ippon para waza-ari, mas estou satisfeita por ter continuado sem mudar o ritmo.
Megumi Horikawa

Nos -73kg, o azeri Hidayat Heydarov apanhou de surpresa o georgiano atual campeão mundial Lasha Shavdatuashvili, com um contra-ataque eficaz, já no ponto de ouro, que lhe garantiu a vitória.

O judoca foi agraciado com a medalha de ouro pelo ministro da Defesa da Hungria, Kristof Szalay-Bobrovniczky.

Hoje, quando acordei, senti-me revigorado e senti que estaria na final, e quando luto numa final nunca me rendo ao meu adversário, por isso sabia que ia ganhar a medalha de ouro.
Hidayat Heydarov

Em -70kg, o desfecho da final foi um exemplo perfeito de contra-ataque, em que a japonesa Saki Niizoe superou a alemã Miriam Butkereit, marcando um ippon enfático que fez as delícias da assistência.

A judoca foi premiada pelo presidente do Banco OTP, Sandor Csanyi.

Nos -81kg, o brasileiro Guilherme Schimidt derrotou o azeri medalhista de prata olímpico, Saeid Mollaei.

As medalhas foram apresentadas pelo Secretário de Estado do Desporto da Hungria, Adam Schmidt.

Mais um dia de judo dinâmico e com muito apoio do público da casa a todos os judocas em competição.

Recorde-se que na sexta-feira a portuguesa Telma Monteiro, a competir em -57kg, alcançou a quinta posição ao perder por ippon com a israelita Timna Nelson Lev.

O torneio termina este domingo, com a competição dos pesos pesados.