This content is not available in your region

Seca e temperaturas altas afetam a agricultura romena

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
A seca na Roménia resultará numa produção menor de cereais.
A seca na Roménia resultará numa produção menor de cereais.   -   Direitos de autor  Vadim Ghirda/AP

Este ano, a seca afectou fortemente a produção de alimentos na Roménia. O preço de produtos como a carne de porco, os cereais e o mel poderão aumentar entre 30 e 40%. Segundo peritos, a seca deve-se às alterações climáticas e poderá causar mudanças substanciais na agricultura nos próximos anos.

A seca que atingiu a Europa este ano resultará numa produção menor de cereais e os agricultores tentarão compensar as suas perdas. Condições climáticas excepcionais irão refletir-se nos preços, tanto de produtos básicos quanto de alimentos processados.

A seca afetou as culturas de outono, nomeadamente o trigo, cevada e colza, mas afetará também as da primavera, em especial o milho e o girassol. Já se nota um aumento significativo no preço dos produtos básicos, mas também nos processados.
Alina Cretu, diretora da Associação de Produtores de Milho

A carne suína poderá também tornar-se mais cara. Os agricultores ainda não recuperaram após o aumento recente dos preços da energia. Além disso, há cinco anos a peste suína foi outro grande golpe para a indústria.

Na Roménia, produzimos apenas cerca de 20 a 25% da carne de porco fresca que o país consome e estamos ainda mais preocupados porque cada vez que há situações de seca a forragem fica mais cara. Se não cobrirmos os nossos custos, esta situação levará a várias falências.
Ioan Ladosi, presidente da Associação de Produtores de Carne Suína

A seca poderá também ter impacto no preço do mel.

A seca foi catastrófica para a cultura do girassol. Não chove desde maio e em maio choveu muito pouco, uns cinco litros de água por m².
Ilie Iacomi, apicultor na região de Iasi, Roménia

As alterações climáticas afetaram já a produção agrícola a nível global. Do crescimento das plantas ao volume das colheitas, a segurança alimentar global enfrenta vários desafios – incluíndo a seca, o aumento das temperaturas e as inundações.

A Roménia encontra-se na encruzilhada de dois tipos de riscos: metade do país está exposto à seca e à redução das áreas cultiváveis e a outra metade enfrenta inundações e a erosão do solo.

Nos próximos anos, os agricultores terão que adaptar as suas estratégias às novas condições climáticas, o que poderá acarretar um volume mais baixo de colheitas e preços mais altos.