This content is not available in your region

Presidente do Sri Lanka demite-se por e-mail

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Manifestantes ocuparam edifícios públicos no Sri Lanka
Manifestantes ocuparam edifícios públicos no Sri Lanka   -   Direitos de autor  ARUN SANKAR/AFP or licensors

O presidente do Sri Lanka apresentou a demissão, esta quinta-feira, por email. O chefe de Estado, que fugiu do país no meio de tumultos populares, fê-lo pouco depois aterrar em Singapura. "A autenticidade e a legalidade do e-mail terá de ser verificada", diziam fontes oficiais locais. 

O anúncio levou os manifestantes a abandonarem o palácio presidencial que ocupavam há vários dias. O país permanece em regime de recolher obrigatório, pelo menos até sexta-feira até porque a contestação parece estar longe do fim. A nomeação do primeiro-ministro para uma presidência interina não agradou a muita gente que o responsabiliza também pela situação catastrófica que o país vive.

A população, que no sábado tinha já invadido o palácio presidencial para exigir a renúncia do presidente Gotabaya Rajapaksa, espera poder ver o Parlamento eleger um novo chefe de Estado na próxima semana, a 20 de julho. 

No entanto, o presidente fugiu sem se demitir, após nomear o primeiro-ministro, Ranil Wickremesinghe, para uma presidência interina.

Rajapaksa seguia para a Arábia Saudita, via Singapura. A primeira paragem foi nas Maldivas. Mas pensasse que o destino final será os Emirados Árabes Unidos.