This content is not available in your region

Estado de emergência no Sri Lanka

Access to the comments Comentários
De  Teresa Bizarro  com Agências
euronews_icons_loading
Populares invadem o gabinete do primeiro-ministro, nomeado presidente interino
Populares invadem o gabinete do primeiro-ministro, nomeado presidente interino   -   Direitos de autor  Rafiq Maqbool/AP

Declarado o estado de emergência no Sri Lanka. Populares invadiram as ruas de Colombo, apesar de estar em vigor o recolher obrigatório. O presidente Gotabaya Rajapaksa fugiu para as Madivas num avião da Força Aérea, antes de apresentar a demissão, como tinha prometido.

"O presidente informou-me que de acordo com a cláusula 37.1 da Constituição, nomeia o primeiro-ministro Ranil Wickremesinghe para desempenhar as suas funções por estar fora do país," declarou Mahinda Yapa Abeywardena, presidente do parlamento cingalês. Uma nomeação contestada pela oposição.

Na televisão, Ranil Wickremesinghe pediu ao exército e à polícia para "fazerem o necessário para restaurar a ordem". Os manifestantes invadiram o gabinete do primeiro-ministro em Colombo, apesar da resistência da polícia.

No fim de semana, já tinham ocupado as residênciasi oficiais do chefe de governo e do Presidente cingalês.

O Sri Lanka está mergulhado numa profunda crise económica. A população acusa os governantes de corrupção e quer eleições antecipadas.