Jogadores ingleses deixam de ajoelhar-se

Liverpool e Manchester City ainda dobraram um joelho na Supertaça de Inglaterra
Liverpool e Manchester City ainda dobraram um joelho na Supertaça de Inglaterra Direitos de autor AP Photo/Frank Augstein
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Premier League quer gesto contra o racismo em ocasiões específicas para amplificar mensagem

PUBLICIDADE

Os jogadores da Primeira Liga inglesa vão deixar de se ajoelhar, no início de cada jogo, como forma de protesto contra o racismo.

De acordo com o organismo que rege o futebol anglófono, os capitães das equipas da Premier League aceitaram em recorrer a este gesto de protesto em momentos específicos durante a temporada. O objetivo é amplificar a mensagem, sem que se caia na banalidade.

Assim, os jogadores colocarão os joelhos no relvado na jornada inaugural da época, nas partidas dedicadas ao**"No Room for Racism"** em outubro e março, nos jogos do Boxing Day após o final do Mundial, nos jogos da última jornada da Premier League e nas finais da Taça de Inglaterra e da Taça da Liga.

No comunicado da Premier League o organismo sublinha: "Continuamos resolutamente empenhados em erradicar o preconceito racial, e em criar uma sociedade inclusiva com respeito e igualdade de oportunidades para todos".

O gesto foi inspirado pelo jogador norte-americano, Colin Kaepernick, da NFL - a liga de futebol americano dos Estados Unidos, que decidiu protestar, em silêncio, contra a opressão racial, ajoelhando-se durante o hino nacional do país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Episódio de racismo após derrota de Inglaterra no Euro 2020

Os 100 dias de protesto do movimento "Black Lives Matter"

Milhares protestam contra o racismo em Londres