This content is not available in your region

Festival de Cinema de Sarajevo regressa com o foco na guerra na Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Festival de Cinema de Sarajevo
Festival de Cinema de Sarajevo   -   Direitos de autor  ELVIS BARUKCIC/AFP or licensors

O Festival de Cinema de Sarajevo volta a dar as boas vindas às estrelas. Depois de dois anos sem tapete vermelho devido à pandemia, a 28ª edição do festival regressa à Bósnia e Herzegovina

O festival abriu com a exibição de "Triangle of Sadness", de Ruben Östlund - vencedor da Palma de Ouro deste ano no Festival de Cinema de Cannes. 

Nascidos durante o cerco de Sarajevo no início da década de 90, os organizadores estão a utilizar este momento para chamar a atenção para a guerra da Ucrânia.

O festival premiou o realizador ucraniano Sergei Loznitsa com o "Coração de Honra de Sarajevo" pela sua extraordinária contribuição para a arte do cinema. O realizador comparou o passado de Sarajevo, com a guerra atual na Ucrânia.

Na história europeia recente, Sarajevo tornou-se num símbolo da tragédia humana e num símbolo da resiliência e dignidade humana. O meu país, hoje, a Ucrânia, está também sob o ataque brutal de um agressor muito brutal e violento. É por isso que este apoio, este prémio de Sarajevo é tão precioso para mim.
Sergei Loznitsa
Realizador ucraniano

Um total de 235 filmes de 62 países vão ser exibidos no programa do Festival de Cinema de Sarajevo.Oito obras, dos quais cinco realizadas por mulheres, estão em competição para o prémio máximo na seção de longas-metragens.