EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Rússia culpa Ucrânia pelo atentado bombista que matou Darya Dugina

Darya Dugina
Darya Dugina Direitos de autor AFP
Direitos de autor AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Rússia culpa Ucrânia pelo atentado bombista em Moscovo que matou Darya Dugina. FSB diz que a explosão foi provocada por cidadã ucraniana

PUBLICIDADE

Rússia culpa Ucrânia pelo atentado bombista em Moscovo que matou Darya Dugina com carro-bomba.

O Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB), culpa as agências de espionagem ucranianas de terem organizado o assassinato de Darya Dugina.

O FSB, a principal agência sucessora da KGB, afirma que o assassinato de Darya foi "preparado e perpetrado pelos serviços especiais ucranianos".

Darya Dugina era filha de Alexander Dugin, um ideólogo nacionalista russo que foi descrito por alguns no Ocidente como "o cérebro de Putin".

O FSB diz que o assassinato foi perpetrado por uma cidadã ucraniana que, após o assassinato, deixou a Rússia para a Estónia.

O Serviço Federal de Segurança da Rússia afirma que a suspeita, Natalya Vovk, alugou um apartamento no prédio onde Dugina morava e a seguiu-a.

De acordo com o FSB, Vovk e a filha estavam no festival nacionalista, ao qual Alexander Dugin e sua filha compareceram pouco antes do assassinato.

A Ucrânia negou, anteriormente, qualquer envolvimento no assassinato.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ucrânia proíbe habituais celebrações nos dias nacionais e deixa pedido

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa

Rússia captura aldeia na região de Donetsk