This content is not available in your region

UNITA clama por alternância

Access to the comments Comentários
De  João Peseiro Monteiro  & José Kundy
euronews_icons_loading
Adalberto Costa Júnior, candidato da UNITA à presidência da república
Adalberto Costa Júnior, candidato da UNITA à presidência da república   -   Direitos de autor  João Peseiro Monteiro/Euronews

A UNITA terminou a campanha eleitoral apelando aos angolanos um voto na mudança. No Cazenga, nos arredores da cidade Luanda, juntaram-se milhares de apoiantes de Adalberto Costa Júnior. O candidato à presidência atacou a governação do MPLA e enumerou vários problemas do país.

O líder da UNITA apelou aos cidadãos para que no dia 24 se certifiquem da verdade eleitoral, nas proximidades das assembleias de voto.

O candidato prometeu também mudanças no país, se for eleito:

“Angola quer uma nova relação entre a sociedade e o Estado. Dia 24 vocês estão a dizer que querem uma nova relação entre a sociedade e o Estado. Que esta ampla frente para a alternância, que está hoje representada, nas listas da UNITA, todos os angolanos perceberam que a vitória desta ampla frente nas listas da UNITA representa a realização de Angola, representa a realização do seu sonho.”

Adalberto Costa Júnior encerrou a campanha reiterando as queixas que tem relativamente ao processo eleitoral. Sublinhou a confiança que o seu partido deposita nos observadores eleitorais. Deixou claro que Cabo Verde é, na CPLP, o tipo de democracia que Angola pode seguir.