Rússia e Ucrânia trocam acusações de "terrorismo nuclear"

Rafael Grossi, diretor AIEA
Rafael Grossi, diretor AIEA Direitos de autor Theresa Wey/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ucrânia alega que a Rússia manipulou visita de inspetores da AIEA.

PUBLICIDADE

De regresso a Viena, o diretor da Agência Internacional de Energia Atómica disse que quis "ver o que estava a acontecer na central nuclear de Zaporíjia com os próprios olhos". Rafael Grossi já estava a par do que estava a acontecer, mas nada como marcar presença no local:..

A Ucrânia alega que a Rússia manipulou a visita de inspetores da AIEA à central nuclear de Zaporíjia, a maior da Europa, não permitindo que a missão entrasse no centro da crise, onde estão os "soldados russos armados". Nesta sexta-feira, o presidente da Ucrânia falou da estratégia russa - dizendo que o exército da Rússia está a usar a central nuclear para bombardear cidades e distritos vizinhos.

Acusada pela Ucrânia de "chantagem radioativa", a Rússia nega ter armamento pesado na central e devolve acusações à Ucrânia. O ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, negou veementemente e, por sua vez, acusou a Ucrânia de praticar terrorismo nuclear. Especialistas da AIEA vão permanecer na central nuclear durante mais alguns dias para preparar um relatório completo sobre a situação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Kiev acusa Moscovo de atacar outra central nuclear

Zelenskyy: "É provável que o alvo dos drones fosse a central nuclear de Khmelnytsky"

Greenpeace questiona independência da Agência Internacional de Energia Atómica em Zaporíjia