This content is not available in your region

Japão está a ser atravessado pelo maior tufão desta época

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Vagas provocadas pelo tufão Nanmadol em Miyazaki, no sudoeste do Japão
Vagas provocadas pelo tufão Nanmadol em Miyazaki, no sudoeste do Japão   -   Direitos de autor  Kyodo News via AP

O tufão Nanmadol atingiu durante a noite o sudoeste do Japão, tendo afetado particularmente a ilha meridional de Kyushu.

O Nanmadol é um dos maiores tufões desta época. Trouxe ventos de mais de 180 km/hora e forte precipitação.

Os serviços meteorológicos tinham emitido um alerta especial para a cidade de Kagoshima.

Esperam-se extensas inundações e deslizamentos de terras.

Pelo menos quatro milhões de pessoas foram aconselhadas a evacuar as suas casas.

Após atravessar Kyushu este domingo, espera-se que o Nanmadol viaje pelo Japão central em direção a Tóquio nos próximos dias e que mantenha grande parte da sua força à medida que se desloca.

Nanmadol é o 14º tufão do Pacífico nesta estação, e de longe o maior a atingir o Japão. No sábado foram registadas rajadas de vento de 270 quilómetros por hora.

Kyushu é a mais meridional das quatro ilhas que constituem o corpo principal do Japão e tem uma população de mais de 13 milhões de pessoas.

As autoridades tinham emitido um "alerta especial" para a ilha, o primeiro a ser posto em prática fora da Prefeitura de Okinawa, que consiste nas ilhas mais pequenas e remotas do Japão no Mar da China Oriental, relata o Japan Times.

A maior ameaça à vida e à propriedade provém da chuva, que já está a provocar a subida de rios e pode desencadear deslizamentos de terra e lama.

O país está bem preparado para lidar com tais tempestades, mas os cientistas dizem que as alterações climáticas estão a torná-las maiores e mais destrutivas.