This content is not available in your region

Ucrânia identifica vítimas da ocupação russa em Kharkiv

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Hipótese de se terem cometido crimes de guerra na região ganha cada vez mais consistência
Hipótese de se terem cometido crimes de guerra na região ganha cada vez mais consistência   -   Direitos de autor  Leo Correa/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved.

A expulsão das tropas russas da região de Kharkiv, no nordeste da Ucrânia, abriu caminho a uma nova etapa no terreno: a da investigação.

A Guarda Nacional ucraniana enviou várias equipas para o território para recolher informações. Procuram identificar corpos de vítimas, muitas vezes largados a céu aberto ou numa vala.

"Antes de mais fizemos um reconhecimento aéreo. Usámos um drone para identificar a localização dos corpos. Depois disso, o grupo de busca deslocou-se a pé até o local onde os corpos estão. Mais tarde, o lugar foi documentado para incluir essas informações num único registo de investigações pré-julgamento sobre assassinatos, porque estes são os crimes militares", sublinha Vitali, comandante da Guarda Nacional.

Kiev denuncia a descoberta de "salas de tortura" em localidades da região de Kharkiv, tal como em Izium.

A hipótese de crimes de guerra é cada vez mais consistente.

Regresso ao normal em Kharkiv?

Com a saída dos soldados russos de Kharkiv, muitas pessoas tentam retomar a vida, mas ainda há muita destruição e a cautela mantém-se.

Desde que a invasão russa da Ucrânia começou Kharkiv tem estado debaixo de fogo.

A expulsão das tropas russas representa uma derrota de peso desde que foram expulsas de Kiev, ainda no início da guerra.