Zuma em liberdade aguarda novo julgamento

ARQUIVO - Jacob Zuma, numa sessão do Supremo Tribunal de Pietermaritzburg, em Janeiro de 2022
ARQUIVO - Jacob Zuma, numa sessão do Supremo Tribunal de Pietermaritzburg, em Janeiro de 2022   -  Direitos de autor  Jerome Delay/AP
De  euronews

Antigo presidente sul-africano cumpriu esta sexta-feira os 15 meses de prisão por desobediência ao Tribunal - 13 foram em prisão domiciliária por motivos de saúde

Chegou esta sexta-feira ao fim a pena do antigo presidente sul-africanoJacob Zuma. Anúncio feito pelo departamento de Justiça da África do Sul.

Zuma tinha sido condenado a 15 meses de prisão por recusar-se a responder a uma comissão de investigação de corrupção.  Foi detido em Julho de 2021 num processo que desencadeou uma das maiores ondas de violência e pilhagem no país, causando a morte a 350 pessoas. Dois meses após a sentença, Zuma foi posto em prisão domiciliária por motivos de saúde.

O antigo líder do Congresso Nacional Africano, teve de se demitir da presidência do país em 2018 na sequência de vários escândalos de corrupção.

Agora com 80 anos, diz-se com vontade de voltar à política apesar de aguardar ainda o julgamento de um caso de suborno ocorrido há mais de 20 anos.

Notícias relacionadas