EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Planeta perdeu 69% dos animais selvagens em 50 anos

(arquivo)
(arquivo) Direitos de autor Daniel Versteeg / WWF
Direitos de autor Daniel Versteeg / WWF
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Alerta é dado no mais recente Relatório Planeta Vivo do World Wildlife Fund

PUBLICIDADE

As populações de animais selvagens do planeta registaram um declínio de 69 por cento nos últimos 50 anos. Os números, alarmantes, são avançados no Relatório Planeta Vivo 2022 da ONG WWF, a maior organização de conservação do mundo, que estudou a evolução de mais de cinco mil espécies.

Marco Lambertini, diretor-geral da WWF International:"O declínio é global, mas há algumas regiões afetadas de forma bastante mais profunda. Há um 94 por cento de declínio na América Latina, o que não é completamente surpreendente, porque as regiões tropicais contêm muito mais biodiversidade. Por isso é óbvio que aí o declínio será maior, quando comparado com a Europa, que registou um 15 por cento de declínio. Mas isso também é porque a Europa perdeu a sua vida selvagem há muito mais tempo."

O World Wildlife Fund afirma que a perda de biodiversidade é derivada das alterações climáticas mas, principalmente, à ação direta humana.

Marco Lambertini, diretor-geral da WWF International:"Temos de abandonar a ilusão de que podemos continuar a dar a natureza por adquirida. Não podemos continuar a desenvolver-nos de forma destrutiva, sem considerar as consequências em termos de degradação ambiental. Se não mudarmos de rumo e não obtivermos uma neutralidade carbónica para o clima e uma natureza positiva para a biodiversidade, arrecadaremos ainda mais consequências e o preço será ainda mais elevado nos anos que virão."

De acordo com o relatório, a utilização dos solos que é feita pelo homem é o principal fator determinante na perda global de biodiversidade. A WWF compilou número de 32.000 populações de animais em todo o planeta.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Manifestação em Lisboa pela criminalização dos maus-tratos a animais

Par de ursos destrói acampamento montado pelos tratadores

Hora do crepúsculo para o Pacto Ecológico Europeu?