EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Soldados russos continuam a chegar à Bielorrússia

Bielorrússia diz que precisa de reforçar proteção do país perante ameaça da guerra na vizinha Ucrânia
Bielorrússia diz que precisa de reforçar proteção do país perante ameaça da guerra na vizinha Ucrânia Direitos de autor BELARUSIAN DEFENCE MINISTRY VIA VOEN TV
Direitos de autor BELARUSIAN DEFENCE MINISTRY VIA VOEN TV
De  Euronews
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Acordo entre Minsk e Moscovo prevê envio de 9 mil soldados. Bielorrússia diz que servem para reforçar proteção, mas há suspeitas de que se esteja a formar uma nova linha da frente na guerra da Rússia contra a Ucrânia

PUBLICIDADE

Os comboios que transportam soldados russos e material bélico para a Bielorrússia continuam a chegar ao país.

Com eles trazem também a ameaça de uma nova linha da frente na guerra da Rússia contra a Ucrânia e de cumplicidade do presidente bielorrusso, Aleksander Lukashenko, no conflito.

O governo bielorrusso diz que o destacamento, enviado ao abrigo de um acordo firmado com a Rússia, serve apenas para "reforçar a proteção" do país.

Kiev nega as ameaças de que Minsk diz ser alvo e propôs o envio de observadores internacionais para o terreno.

A Bielorrússia já foi usada por Moscovo como ponto de partida para incursões na Ucrânia e suspeita-se que o envio de um contingente de um total de 9 mil soldados possa servir para voltar a fazê-lo, funcionando o país como um satélite russo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tribunal russo ordena prisão da viúva de Alexei Navalny

Primeiro-ministro da Índia critica invasão russa à Ucrânia durante encontro com Putin

Tribunal Penal Internacional emite mandado de captura contra altos funcionários russos