This content is not available in your region

Continuam os protestos de jovens ambientalistas em escolas de Lisboa

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira  com Lusa
Ativistas invadem Liceu Camões, em Lisboa, contra a utilização de combustíveis fósseis.
Ativistas invadem Liceu Camões, em Lisboa, contra a utilização de combustíveis fósseis.   -   Direitos de autor  MANUEL DE ALMEIDA/ 2022 LUSA - LUSA, S.A.   -  

Jovens ativistas continuam a protestar em escolas de Lisboa em defesa do ambiente. Esta segunda-feira, estudantes do Liceu Camões fecharam-se a cadeado no estabelecimento de ensino. Barricados, de "forma calma e ordeira" assegurava a Polícia de Segurança Pública.

Um protesto, por tempo indeterminado, diziam, pelo fim da utilização de combustíveis fósseis até 2030 e pela demissão do ministro da Economia.

No sábado, centenas de jovens saíram às ruas da capital portuguesa. Alguns invadiram um edifício onde o ministro discursava, num evento privado. Acabaram por convidar o referido responsável governamental para se deslocar ao Liceu Camões, esta segunda-feira e assistir à palestra que irão realizar.

Há uma semana que o movimento Greve Climática Estudantil Lisboa iniciou um protesto que incluiu a ocupação de seis escolas e universidades. Protesto que coincide com a Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas, COP27, que está a decorrer em Sharm el-Sheikh, no Egito.

Outras fontes • RTP