EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Cai neve numa Kiev às escuras e sem aquecimento

Kiev às escuras após ataques russos às infraestruturas elétricas
Kiev às escuras após ataques russos às infraestruturas elétricas Direitos de autor Eugene KOTENKO / AFP
Direitos de autor Eugene KOTENKO / AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Kiev acordou com vários centímetros de neve na rua, enquanto os residentes na cidade e mais 17 províncias da Ucrânia continuam sem luz nem aquecimento

PUBLICIDADE

Os residentes na capital da Ucrânia acordaram com vários centímetros de neve este sábado de manhã, num sinal de que o frio do inverno está a instalar-se e numa altura que os cortes de energia são recorrentes devido a ataques de mísseis russos.

As autoridades têm alertado as populações para um inverno muito duro não só em Kiev como noutras regiões sem eletricidade, aquecimento ou água e até mesmo sem comunicações.

Julija Zelena, residente em Odessa diz: "Está a tornar-se cada dia mais difícil, porque os russos estão a bombardear as nossas infraestruturas. Também não existe hoje qualquer ligação telefónica. A minha mãe vive noutra cidade, eu vivo em Odessa. Esta manhã tentei ligar-lhe a toda a hora, para lhe dizer que estava tudo bem, mas não consegui ligação".

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky,  garante que os engenheiros estão a trabalhar para reparar a rede elétrica em Kiev e nas 17 províncias onde as infraestruturas foram atacadas, mas é pouco provável que os ucranianos sejam poupados a um terrível inverno.

A Rússia tem concentrado os ataques a infraestruturas energéticas da Ucrânia durante o último mês, causando escassez e cortes de energia em todo o país.

O Kremlin responsabilizou esta semana os apagões e o seu impacto civil pela recusa de Kiev em negociar com Moscovo, e não pelos ataques com mísseis russos.

 Volodymyr Zelensky rejeitou na sexta-feira a ideia de uma "curta trégua" com a Rússia, dizendo que isso só iria piorar as coisas.

"A Rússia procura agora uma breve trégua, uma pausa para recuperar forças. Alguém pode chamar a isto o fim da guerra, mas tal trégua só agravará a situação", disse  o presidente ucraniano numa declaração no Fórum Internacional de Segurança de Halifax, no Canadá, acrescentando: "Uma paz verdadeiramente real, duradoura e honesta só pode ser o resultado da completa demolição da agressão russa", disse Zelensky.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Um dia sem luz nem água em Kiev, mas com recém-nascidos

Guerra na Ucrânia: dez mil pessoas obrigadas a abandonar Kharkiv

Putin diz que não quer tomar cidade de Kharkiv