Gazprom com queda de 45,5% nas exportações em 2022

Gasoduto da Gazprom
Gasoduto da Gazprom Direitos de autor Michael Sohn/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

No ano passado, fortemente marcado com o início da guerra na Ucrânia, o grupo exportou 100 900 milhões de metros cúbicos de gás para países "longínquos", um termo que não inclui as antigas repúblicas soviéticas.

PUBLICIDADE

**As exportações de gás da Gazprom para fora dos países da antiga União Soviética,**em especial a Europa,caíram 45,5% em 2022, .

Segundo um comunicado do presidente executivo da estatal russa, Alexei Miller, no ano passado, fortemente marcado com o início da guerra na Ucrânia, o grupo exportou 100 900 milhões de metros cúbicos de gás para países "longínquos", um termo que não inclui as antigas repúblicas soviéticas.

Em 2021, a Gazprom exportou mais de 185 100 milhões de metros cúbicos para estes mesmos países.

A gigante estatal russa de energia cortou, drasticamente, a entrega de hidrocarbonetos para a União Europeia após a imposição de sanções económicas pelo Ocidente contra a Rússia, após a invasão da Ucrânia, no dia 24 de fevereiro de 2022.

A Gazprom divulgou, ainda, que em contrapartida as exportações de gás para a China têm vindo a aumentar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Estado da União: o acordo para limitar o preço do gás

Crise energética na UE. Por que é tão difícil deixar a Gazprom?

Gazprom corta fornecimento de gás à Letónia